5 - CONCLUSÃO

Já é possível, de maneira bastante simples, constatar-se o estado de consciência ecológica que reina e todo o mundo, levando empresas a divulgarem, como forma de propaganda, todos seus investimentos em prol do meio ambiente, tornando-as ideologicamente mais atraentes aos consumidores, bem como a outros parceiros empresariais.

Em alguns países do mundo, principalmente na Europa, são exigidos das empresas que desejem negociar com este países, certificados que constatem a qualidade de suas "gestões ambientais", ou não é permitida a implementação de projetos econômicos com as mesmas, por mais benéficos à economia que possam ser.

No mundo moderno não há mais espaços para os ideais de progresso advindos da revolução industrial, onde o único valor reconhecido era o aumento da produção econômica.

Outros valores são pesados junto ao aumento econômico, tais como a degradação ambiental provocada pela implementação de uma determinada atividade econômica, em busca do bem maior que deve servir de parâmetro para qualquer sociedade, a qualidade da vida humana, que depende diretamente da qualidade de seu meio ambiente, de seu habitat.

Sem um meio ambiente equilibrado e saudável, o homem está condenado a destruição, portanto jamais se poderá especular sobre progresso e desenvolvimento, sem considerar, antes de qualquer outro valor, as conseqüências trazidas ao meio ambiente, decorrentes de sua exploração econômica, e como preservá-lo para as gerações presentes e futuras, em busca de um mundo mais humano e habitável.

Cf. Paulo de Bessa Antunes, Direito Ambiental, 3ª ed.

Cf. Cristiane Derani, Direito Ambiental Econômico.

Cf. Eros Roberto Grau, A Ordem Econômica na Constituição de 1988, 4ª ed.

Cf. Paulo de Bessa Antunes, Direito Ambiental, 3ª ed.

Cf. Cristiane Derani, Direito Ambiental Econômico.

Cf. Maia Helena Diniz, Direito Civil Brasileiro, 12ª ed.

Cf. Frank H. Stephen, Teoria Econômica do Direito.

Cf. Frank H. Stephen, Teoria Econômica do Direito.

Cf. Frank H. Stephen, Teoria Econômica do Direito.

Cf. Frank H. Stephen, Teoria Econômica do Direito.

Cf. Cristiane Derani, Direito Ambiental Econômico.

Cf. Cristiane Derani, Direito Ambiental Econômico

Cf. Paulo de Bessa Antunes, Direito Ambiental, 3ª ed


{ Anterior }   { Próximo }